O Avental de Aprendiz

Image1Desde minha iniciação me deparei com rituais e símbolos da Maçonaria que devemos aprender e talvez mais importante, interpretar.

Nos primórdios quando os maçons detinham o segredo das construções de castelos, catedrais e templos, no momento do desbaste da rocha, da pedra bruta, o Avental era usado para proteção.

Hoje, o aprendiz, simbolicamente desbasta a pedra bruta vencendo suas paixões, seus vícios, enfim, seus defeitos e impurezas trazidas da vida profana; eis que agora como Maçom irá instruir-se e aperfeiçoar-se como homem cada vez melhor para a vida social.

Existem várias interpretações para a abeta levantada. A explicação esotérica, ou analógica, mais corrente e mais de acordo com a mística maçônica é a seguinte: acreditava-se na antiguidade, que a sede das emoções humanas era o epigástrio (boca do estômago), o Avental do Aprendiz estando com a abeta levantada cobriria exatamente essa região. Isso significa que não sabendo ainda trabalhar ele precisa proteger-se, devendo ter o seu epigástrio coberto, para que essas emoções não possa perturbar os trabalhos da Loja e para que não influa na espiritualidade das sessões.
Cumprindo o tempo necessário ao seu aperfeiçoamento, o aprendiz chegará ao grau de Companheiro quando, já mais evoluído e apto a controlar as suas paixões, poderá usar a abeta abaixada.

A cor totalmente branca, que, como maçom, está convocado para o trabalho que visa a pureza, pode ser simbolicamente traduzida como a inocência do Aprendiz. Pureza da alma e das boas intenções de um maçom, como sendo um dos últimos depositários da moral, dentro de nossa sociedade moderna.

É um dos símbolos mais importantes da maçonaria, praticamente a parte principal do traje maçônico.
Entre todos os símbolos com que nos deparamos em loja, nessa infinidade de símbolos que devemos interpretar, entender e aplicar, notamos que o Avental se destaca entre os demais, pois sempre está junto de nós, significando que o maçom deve estar constantemente trabalhando em prol da humanidade.

Ele é de tal forma importante dentro do simbolismo que sabemos que muita coisa pode ser mudada em loja, – desde algum objeto, até o próprio ritual pode ser ligeiramente modificado numa determinada sessão, mas o Avental não muda. Não se pode entrar em loja sem ele vestido. Da mesma forma, “só se pode tirar o avental após encerrada a sessão”, e fora do recinto de trabalho. Por aí, sente-se a importância do símbolo.

Primeira insígnia recebida, símbolo maior de trabalho e indispensável em qualquer ato litúrgico.
Quando nos tornamos maçons, não estamos “nem nu, nem vestido” e sim “vestido com avental”, e assim devemos permanecer durante toda a jornada maçônica, livre de vaidades, ricos de pureza de intenções e sempre prontos ao trabalho.

O uso do Avental na maçonaria faz o maçom lembrar que o trabalho dignifica o homem, o faz progredir e evolui a sociedade de uma forma geral.

Todo maçom deve carregar o atributo do Avental mesmo após externar-se à loja, levando a prática do labor ao cotidiano. Desta forma, irá honrá-lo e aplicar seu propósito, a participação, enquanto indivíduo, de uma sociedade justa e perfeita.

O verdadeiro maçom não pode esquecer que a sua função na sociedade é de construtor social.

Ir.’. Marcelo Ueno

Bibliografia

Ritual do Grau de Aprendiz – Maçom do Rito Schroder
Carvalho, Assis – O Avental maçônico e outros estudos. Ed. “A Trolha”, 1997
WWW.maçonic.net
WWW.maçonaria.net

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s